O Primeiro Encontro

A proposta de reunir professores dos cursos de Jornalismo surgiu do grupo que participou do Seminário de Atualização para Professores de Jornalismo (Labjor/Unicamp - 1994). Em seguida foi levada para o Intercom 94 (Piracicaba/SP) ampliado o número professores de Jornalismo e foi marcado o I Encontro Nacional de Professores de Jornalismo. Em ambas as ocasiões foram feitas avaliações gerais sobre a realidade dos cursos de Jornalismo e a necessidade de realizar discussões sistemáticas visando a busca de novos caminhos a partir da experiência que vem sendo desenvolvida pelos próprios docentes.

I Encontro Nacional de Professores de Jornalismo ocorreu no Intercom 95 (Aracaju/SE). Na oportunidade, vários temas foram levantados. Entre eles o Projeto Pedagógico para o curso de Jornalismo, o perfil dos professores de Jornalismo, o estágio e a inserção dos professores nos projetos de Pesquisa e Extensão. Foi reafirmada, ainda, a oficialização do Núcleo de Professores de Jornalismo junto a direção da Intercom, a fim de que as atividades a serem desenvolvidas passassem a fazer parte das atividades da entidade. Como desdobramento foi realizado o Simpósio Didático-Pedagógico de Professores de Jornalismo, em abril de 1996, na PUC/Minas, onde o debate sobre o processo pedagógico foi aprofundado. Foi decidido realização de uma pesquisa sobre o Perfil do Professor de Jornalismo, sob a responsabilidade da PUC/Campinas e do Labjor, e a publicação de uma revista reunindo experiências do ensino de Jornalismo.

II Encontro Nacional de Professores de Jornalismo ocorreu no Intercom 96 (Londrina/PR). Dentre as deliberações, ficou aprovada a denominação Fórum Nacional de Professores de Jornalismo como identificadora do grupo. Foi reafirmado o compromisso do Departamento de Comunicação Social da PUC/Minas de editar uma revista anual sobre o ensino de Jornalismo e apresentado o projeto para a realização da pesquisa Perfil do Professor de Jornalismo visando obter, entre outras informações, o número de professores, grade curricular, recursos pedagógicos disponíveis e perfil dos dirigentes destas unidades. O Currículo nas Escolas de Comunicação foi o tema central das discussões a partir da exposição dos professores Erasmo Nuzzi - Atualização das Normas do Ensino de Comunicação Social - e Celso Luiz Falaschi - O Jornalismo Brasileiro em crise: a dicotomia entre a formação e o mercado de trabalho. Foi decidido que o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo retomaria a discussão no Congresso Nacional Extraordinário dos Jornalistas, promovido pela FENAJ, em maio de 1997, em Vila Velha/ES. Nesse evento alguns professores participaram como delegados indicados pelos sindicatos, pois o tema central foi a qualidade do ensino de Jornalismo.

III Encontro Nacional de Professores de Jornalismo ocorreu no Intercom 97 (Santos/SP). Na oportunidade foi lançado a revista sob o título Cadernos do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo reunindo experiências de professores do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo e apresentado os resultados da pesquisa Perfil do Professor de Jornalismo. Também foi apresentado um relato das propostas do Núcleo de Professores de Jornal-Laboratório.

IV Encontro Nacional de Professores de Jornalismo foi em Recife durante o Intercom 98. No primeiro semestre de 1999 o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo promoveu junto com a FENAJ e a PUC/Campinas o Seminário Nacional de Diretrizes Curriculares do Ensino de Jornalismo visando discutir a proposta para as Diretrizes Curriculares do Ensino de Comunicação formulada pela Comissão de Especialistas Sesu/MEC.

V Encontro Nacional de Professores de Jornalismo aconteceu no Rio de Janeiro no Intercom 99. O tema central foi As Diretrizes Curriculares do Ensino de Comunicação a partir da mesa-redonda que contou com a participação dos professores Sebastião Faro, André Parente, Eduardo Medistsch, Victor Gentilli, sob a coordenação da professora Sandra Freitas.

O V Encontro Nacional de Professores de Jornalismo ocorreu em Manaus no Intercom 2000.

Objetivo

O Fórum Nacional de Professores de Jornalismo tem como objetivo reunir professores e profissionais da área de jornalismo para debater e encaminhar propostas sobre questões inerentes à formação do jornalista profissional. Qualidade da formação, diretrizes curriculares, laboratórios, teoria e técnica do jornalismo, pesquisa, desenvolvimento de novas habilidades e tecnologias, ética e legislação, mercado de trabalho são as principais questões que envolvem a formação jornalística e para as quais os participantes do Fórum buscam o desenvolvimento e a melhoria.

Ata da Assembléia Plenária de Constituição do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo - FNPJ

Aos vinte dias de mês de abril de dois mil e quatro, a partir das quatorze horas, reuniram-se na Plenária de Encerramento do VII Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, realizada na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, no hotel Praiatur, na rua Dom João Becker nº 222, Praia dos Ingleses, no auditório Ilha do Arvoredo, sob a presidência da professora Valci Zuculoto, do curso de Jornalismo, da Universidade Federal de Santa Catarina e relatoria do professor Sérgio Murilo de Andrade, diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina, os participantes dos referido Fórum para deliberar sobre os seguintes pontos: 1) Apreciação e aprovação do Estatuto do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo; 2) Fundação e instituição da entidade com personalidade jurídica; 3) Proposta de Sede para edição 2005 do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo; 4) Eleição e Posse da Nova Diretoria. Ao abrir a Assembléia a presidente propôs a inversão de pauta sugerindo a discussão do item três. Aprovada a proposta, foram apresentados dois locais para a realização do evento: Campinas, em São Paulo, e Maceió, em Alagoas. Antes da votação a Assembléia aprovou por unanimidade a consideração dos votos secretos de participantes que não puderam comparecer à tarde em função de terem que retornar aos seus locais de origem pela manhã. Logo após procedeu-se a votação com a seguinte apuração: trinta e dois votos para Alagoas e vinte e quatro votos para Campinas. Em seguida, passou-se à leitura da proposta do Estatuto do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo e apresentação de destaques. Depois de muitas discussões, o Estatuto sofreu algumas alterações, sendo aprovado por unanimidade dos presentes. O texto final do referido Estatuto encontra-se anexado a esta ata. Em seguida a presidência da Plenária colocou em discussão e votação a constituição do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo como personalidade jurídica, o que foi aprovado por unanimidade. Por fim, abriu-se o espaço para a apresentação das chapas candidatas à direção do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo. Somente uma chapa foi apresentada, sendo aprovada por aclamação. A composição e a proposta de Programa de Trabalho da nova direção também estão anexados à ata. A nova diretoria tomou posse e passou a conduzir os trabalhos da Plenária. E, nada mais tendo a acrescentar, eu, Alfredo Eurico Vizeu Pereira Junior, 2000871869/SSP-RS, CPF: 238738680-91, subscrevo a presente ata.

* O documento original está arquivado com a diretoria do FNPJ.