ABEJ e a sua importância para o jornalismo brasileiro

Rodolpho Bowens - 18/02/2019 | 15:45:00

A Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (Abej) leva este nome desde o ano de 2016. Porém, sua atuação já tem duas décadas, desde uma reunião entre professores de Jornalismo, no ano de 1994. O Seminário de Atualização para Professores de Jornalismo, na época, deu início aos encontros anuais da área, que terá seu próximo evento entre os dias 25 e 27 de abril, na cidade de Ponta Grossa (PR).

Com o objetivo de atuar na qualificação e visando proporcionar um ensino de qualidade no jornalismo brasileiro, a Abej surgiu por conta dos primeiros Encontros Nacionais de Professores de Jornalismo, que iniciaram no ano de 1995, em Aracaju (SE), durante o Intercom. Já no primeiro ano, vários temas foram abordados, entre eles o Projeto Pedagógico para as graduações de Jornalismo.

De lá para cá, muita coisa mudou... E para melhor. Além de ter se tornado uma associação com acadêmicos, professores e profissionais que atuam na área de ensino do jornalismo, diversas mudanças benéficas foram idealizadas pela Abej. Dentre elas se destacam: Revista anual sobre o ensino do jornalismo; Núcleo de Professores de Jornalismo; Diretrizes Curriculares do Ensino de Jornalismo; além de uma larga folha de serviços prestados à área, no que diz respeito ao ensino, extensão e pesquisa.

Assim, juntamente com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), inúmeras colaborações ocorreram e continuarão sendo realizadas com o intuito de lutar por um jornalismo de maior qualidade no território brasileiro, é o que explica o atual Presidente da Abej, Marcelo Bronosky. “Nosso desafio é aproximar os estudantes e os cursos de jornalismo da Associação, criando e ampliando espaços de diálogo. A se assumir como Associação, a Abej ampliou seu foco, deixando de ser uma entidade específica de professores para se tornar uma organização preocupada com o conjunto dos múltiplos atores envolvidos entre eles as instituições, os estudantes, sempre tendo como eixo o ensino do jornalismo no Brasil”, ressalta o professor.

18º Encontro Nacional de Professores de Jornalismo

O Encontro Nacional de Professores de Jornalismo já aconteceu em cidades como Londrina (PR), Santos (SP), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), entre vários outros municípios. Já a décima oitava edição do evento ocorrerá na cidade de Ponta Grossa (PR), entre os dias 25 e 27 de abril, e será realizado pelo curso de Jornalismo do Centro Universitário Santa Amélia (UniSecal), juntamente com o Departamento de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e terá como parceiro a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

Durante o 18º ENPJ, diversas atividades acontecerão como: fóruns, encontro entre coordenadores de curso de Jornalismo, mesas-redondas, lançamentos de livros, painéis de debates, programação cultural, oficinas e Grupos de Pesquisa.

Para os interessados, as inscrições para submissão de trabalhos vão até o dia 11 de março. Já para aqueles que querem participar das oficinas, as inscrições podem ser concluídas até o dia 20 de abril. Professores e profissionais da área precisam investir o valor de R$ 170. Estudantes de pós-graduação devem pagar R$ 80 e acadêmicos de jornalismo têm o valor diferenciado de R$ 30. Além disso, sócios da Abej com a anuidade em dia estão isentos da taxa de inscrição.

As inscrições podem ser efetuadas no site do evento e os valores acima devem ser pagos até o dia 20 de abril. Outras informações sobre o 18º ENPJ podem ser encontradas também na página da Abej.