Rebej contribui no debate do Jornalismo no Ensino Superior

Felipe Adam - 18/03/2019 | 09:30:00

Durante a programação do 18º Encontro Nacional dos Professores de Jornalismo (ENPJ), a equipe responsável pela organização planeja apresentar uma retrospectiva da Revista Brasileira de Ensino do Jornalismo (Rebej). A intenção é demonstrar o que está sendo feito para que o qualis do periódico suba do atual B3 para um B2 ou B1 ao final deste quadriênio. O evento dos professores está agendado para ocorrer entre os dias 25 e 27 de abril, na cidade de Ponta Grossa (PR).

Segundo o professor Guilherme Carvalho, as mudanças já começaram a ser efetuadas ainda na última edição, publicada em dezembro passado. O rigor no processo de seleção passa pela aceitação de trabalhos apenas formatados no template, bem como resumos em três línguas – duas além do português - e um comitê científico internacionalizado. Na edição 23, Carvalho conta que a revista teve a participação dos professores Dr. Carlos Felimer Del Valle (Universidad de La Frontera, Chile), Dr. João Canavilhas (Universidade da Beira Interior, Portugal) e Dr. João José Figueira (Universidade de Coimbra, Portugal). “São adaptações que influenciam no fator de impacto a fim de ampliar a internacionalização da revista”, pontua o docente, editor-gerente da Rebej.

Desde a primeira edição, publicada em 2007, a revista tem conquistado espaço e se consolidado pela defesa de um ensino com cada vez mais qualidade. E isso se reflete num espaço de debates e compartilhamento de experimentos bem sucedidos a fim de fortalecer a área. Durante esses mais de dez anos, a Rebej presenciou questões delicadas como a derrubada da obrigatoriedade do diploma, a atualização das diretrizes curriculares, discussões sobre os novos modelos de negócios e até situações que ainda são caras ao jornalismo, como o empreendedorismo. “Pode-se dizer que a revista serviu não só de espaço, mas para um ambiente de reflexão situado no momento em que ocorriam esses fatos. Uma referência de leitura que também serve como documento histórico”, reflete Carvalho.

Fique atento aos prazos

A Rebej recebe inscrições até o dia 24 de março para a nova edição, prevista para circular no mês de junho. Como a revista já possui um escopo definido, ela não apresenta um dossiê temático; porém, os autores interessados poderão submeter para as seções Artigos, Relatos de Experiências e Resenhas. “São discussões que não escapam da educação, mas tudo voltado ao jornalismo, metodologias aplicadas a esse campo”, atenta o editor-gerente da Rebej, Guilherme Carvalho.

O 18º ENPJ é promovido pela Abej, realizado pelo curso de Jornalismo do Centro Universitário Santa Amélia (UniSecal), juntamente com o Departamento de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e tem como parceiro a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Dúvidas sobre o evento? Basta acessar o site do Encontro clicando aqui, ou no link, para encontrar todas as informações sobre o 18º ENPJ.