A contribuição da extensão para a formação integral do discente e valorização de identidades locais

  • Verônica D. Meneses
  • Fábio D'Abadia de Sousa
  • Wolfgang Teske
Palavras-chave: Ensino. Extensão Universitária. Jornalismo. Cultura local. Tocantins

Resumo

Analisa algumas experiências em projetos de extensão desenvolvidos no curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins e vinculados a disciplinas por meio da observação participante e da análise documental. As experiências apontam para a atuação do ensino em jornalismo por um lado em uma dimensão sociocultural, que insere o contexto social do lugar e, com isso, pode promover uma experiência mais holística e comprometida com a realidade do estudante em sua formação como Jornalista; e, por outro, uma didática, efetivada nas múltiplas estratégias de ensino-aprendizagem que as atividades de ensino-extensão proporcionam. Tais experiências evidenciam a busca pela revitalização da função social do jornalismo e demonstram a proximidade desta área com a extensão universitária, a qual também se configura como espaço de feedback para a sociedade.

Biografia do Autor

Verônica D. Meneses

Doutora, professora de Jornalismo e do Mestrado em Comunicação e Sociedade da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Fábio D'Abadia de Sousa

Doutor, professor do curso de Jornalismo da UFT.

Wolfgang Teske

Doutor, professor no curso de Jornalismo da UFT.

Referências

ANJOS, A. C. C. dos. Do girassol ao capim dourado: apropriação e ressignificação de elementos naturais na narrativa identitária do Estado do Tocantins. Porto Alegre, RS: Editora Fi, 2017.

BAUMAN, Z. Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

________. Identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

DE CERTEAU, M. A invenção do Cotidiano. v. 1. Artes de fazer. Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 1994.

DISCENTE EXTENSIONISTA. Informação verbal. Entrevista concedida em maio de 2018

ESPOSITO, R. Communitas: Origène et destin de la communauté. Paris: PUF, 2000.

FRANCO, C. F. M.; MENESES, V. D. Jornalismo e cultura: uma experiência de ensino e extensão universitária. ECCOM, v. 7, n. 14, pp. 155-168, jul./dez. 2016.

GOHN, M. G. Movimentos Sociais na Contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação, vol.16, n.47, pp.333-361, mai./ago. 2011.

MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo: COSACNAIFY, 2003.

PAULA, J. A. de. A extensão universitária: história, conceito e propostas. Interfaces - Revista de Extensão, v. 1, n. 1, p. 05-23, jul./nov. 2013.

PERUZZO, C. M. K. Comunicação nos movimentos populares: a participação na construção da cidadania. Petrópolis: Vozes, 2004.

________. Revisitando os Conceitos de Comunicação Popular, Alternativa e Comunitária. Anais do XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Brasília, DF, Brasil, 2006.

RIBEIRO, C. et. al. Relatório final do Projeto Um dia de Príncipe. Palmas: Universidade Fe-deral do Tocantins, 2011. Mimeo.

SILVA, V. C. P. da. Palmas, a última capital projetada do século XX: uma cidade em busca do tempo. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

KOVACH, B.; ROSENSTIEL, T. Os elementos do Jornalismo. O que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração Editorial, 2004

WOODWARD, K. Identidade e Diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, T. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

XAVIER, C.; BRONOSKY, M. E. Formação superior em Jornalismo e os desafios da prática do jornal-laboratório. REBEJ - Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo, v. 6, n. 19, pp. 177-190, jul./dez. 2016.

Publicado
2018-12-27
Seção
Artigos