Ensino de jornalismo no século XXI: mudanças curriculares e novos cenários de aprendizagem hipertextual

  • Jean Carlos da Silva Monteiro
  • Sannya Fernanda Nunes Rodrigues
Palavras-chave: Ensino de Jornalismo. Formação do Jornalista. Aprendizagem hipertextual. Jornalista Multimídia. Competências Jornalísticas.

Resumo

O presente estudo, parte da investigação de dissertação em curso, investiga as contribuições do hipertexto na formação do jornalista do século XXI. Na fase de construção do enquadramento teórico e documental, estudam-se os impactos das tecnologias no processo que vai da apuração até o consumo da notícia. O artigo reflete sobre as mudanças ocorridas na formação acadêmica do jornalista frente às novas tendências do mundo do trabalho, cada vez mais em busca de profissionais multimídias. Para tal fim, surge a possibilidade de inserir o hipertexto como metodologia pedagógica para que os alunos possam lidar com a variedade/quantidade de informações que circulam na internet. Percebe-se, assim, a necessidade do desenvolvimento de competências jornalísticas para filtrar, analisar e interpretar as informações disponibilizadas na web, podendo ser potencializadas a partir do emprego do hipertexto.

Biografia do Autor

Jean Carlos da Silva Monteiro

Mestrando em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Sannya Fernanda Nunes Rodrigues

Doutora em Multimédia em Educação e professora do mestrado em Cultura e Sociedade da UFMA.

Referências

BALDESSAR, Maria José. Apontamentos sobre o uso do computador e o cotidiano dos jornalistas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 24., 2001. Anais eletrônicos...São Paulo: Intercom, 2001. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2001/arquivos/intercom.htm>. Acesso em: 27 jul. 2018.

BARBOSA, Marialva Carlos. Formas de fazer jornal: história das práticas e processos jornalísticos. Anuário Unesco/Metodista de Comunicação Regional, São Paulo, ano 13, n.13, p. 55-70, jan./dez. 2009. Disponível em: <https://www.metodista.br/revistas/revistasims/index.php/AUM/article/viewFile/2193/2115>. Acesso em: 27 jul. 2018.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Jornalismo. Brasília, DF: Secretaria de Educação Superior /Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior, 2013. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13063-pces039-13-pdf&category_slug=maio-2013-pdf&Itemid=30192>. Acesso em 14 jul. 2018.

CANAVILHAS, João Manuel Messias. O ensino do jornalismo em Portugal. Lisboa: Labcom, 2009. Disponível em: <http://www.labcom.ubi.pt/ec/06/pdf/canavilhas-ensino-webjornalismo.pdf>. Acesso em: 8 jul. 2018.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

CHAVES, Eduardo. O computador na educação e informática. Rio de Janeiro: Educom, 2016.

CIRINO, Nathan Nascimento. Narrativas Interativas no Cinema: repensando as estraté-gias de roterização. Revista Eletrônica Temática, João Pessoa, ano 4, n. 7, jul. 2010, p. 1-15. Disponível em: <http://www.insite.pro.br/2010/Julho/narrativas_interativas_cinema.pdf>. Acesso em: 08 jul. 2016.

CORRADI, Fábio de Macedo. et al. Nós, links e redes. Revista de Biologia e Ciências da Terra, João Pessoa, 2001, p. 1-13. Disponível em: <http://joaootavio.com.br/bioterra/workspace/uploads/artigos/nos-5155c7bde6bee.pdf>. Acesso em: 01 jul. 2018.

COSCARELLI, Carla Viana. Tecnologias para aprender. São Paulo: Parábola Editori-al, 2016.

COSTA, Lívia Mariana; BOTTENTUIT JÚNIOR, João Batista. Narrativas digitais na educa-ção: uma revisão sistemática das produções acadêmicas em língua portuguesa. Revis-ta Tecnologias na Educação, Campinas, ano 8, n. 17, v. 17, dez. 2016, p. 1-16. Disponí-vel em: <http://tecedu.pro.br/wp-content/uploads/2016/09/Art19-ano8-vol17-dez2016-.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2017.

COUTINHO, Clara Pereira. Storytelling as a Strategy for Integrating Technolo-gies into the Curriculum: An Empirical Study with Post-Graduate Teachers. Chesa-peake, VA: SITE, 2010. p. 87-97.

DIAS, Cláudia Augusto. Hipertexto: evolução histórica e efeitos sociais. Ciência da Informação, Brasília: v. 28, n. 3, p.269-277, set./dez. 2016.

DIAS, Maria Helena Pereira. Encruzilhadas de um labirinto eletrônico: uma ex-periência hipertextual. São Paulo: Unicamp, 2000.

FERRARI, Pollyana. Jornalismo Digital. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

GOMES, Luiz Fernando. Hipertexto no cotidiano escolar. São Paulo: Cortez Edito-ra, 2011.

HARGREAVES, Andy. O Ensino na Sociedade do Conhecimento: a educação na era da insegurança. Porto: Porto Editora, 2003.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

JESUS, Anabela Gomes. Narrativas digitais: uma abordagem multimodal na apren-dizagem de inglês. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Mi-nho, Braga. Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/14496>. Acesso em: 27 jul. 2017.

LAGE, Nilson. A reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Rio de Janeiro: Record, 2001.

LENZI, Alexandre. O desafio da produção de conteúdos noticiosos multimídia no ce-nário da convergência: a experiência dos repórteres do Diário Catarinense. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, v. 9, n. 1, jan./jun. 2012, p. 1-15. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2012v9n1p93>. Acesso em: 29 jul. 2018.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 2010.

______. As tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da infor-mática. 14. ed. São Paulo: Editora 34, 2012.

LÉVY, Pierre; LEMOS, André. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocra-cia planetária. São Paulo. Paulos, 2010.

LUNCE, Carol. Digital Storytelling as an Educational Tool. Indiana Libraries, Indiana State University, v. 30, n. 1, 2011.

MACHADO, Elias.; TEIXEIRA, Tattiana. (Org.). Ensino de Jornalismo em tempos de convergência. Rio de Janeiro: E-papers, 2010.

MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos. (Org.). O ensino do jornalismo em redes de alta velocidade: metodologias & softwares. 2. ed. Salvador: EDUFBA, 2015.

MARCONDES FILHO, Ciro. Comunicação e jornalismo: a saga dos cães perdidos. 2. ed. São Paulo: Hacker Editores, 2002.

MELO, José Marques. História do Jornalismo: Itinerário crítico, mosaico contextual. São Paulo: Paulus Editora, 2012.

MENDONÇA, Jimmy. Novos Suportes Midiáticos no Ensino de Jornalismo: uma pro-posta didática com TIC para a Prática Curricular. Academiaedu, [s/n], 2013. Disponível em: <http://www.academia.edu/6274036/novos_suportes_midiaticos_no_ensino_de_jornalismo>. Acesso em: 30 jul. 2018.

MIELNICZUK, Luciana. Sistematizando alguns conhecimentos sobre jornalismo na Web. Porto Alegre: UFRGS, 2003. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/gtjornalismocompos/doc2003/mielniczuk2003.doc.>. Acesso em: 29 jul. 2018.

MONTEIRO, Jean Carlos da Silva. Hipertexto: a linguagem da nova geração. Observa-tório da Imprensa, São Paulo, 20 mai. 2014. Disponível em: <http://observatoriodaimprensa.com.br/feitosdesfeitas/_ed799_a_linguagem_da_nova_geracao/>. Acesso em: 30 jul. 2017.

NOBLAT, Ricardo. A Arte de Fazer um Jornal Diário. São Paulo: Editora Contexto, 2012.

PATERNOSTRO, Vera Iris. O Texto na TV. Rio de Janeiro: Brasiliense, 2010.

PEDRO, Luís Francisco.; MOREIRA, António. Os Hipertextos de Flexibilidade Cog-nitiva e a planificação de conteúdos didácticos: um estudo com (futuros) pro-fessores de Línguas. Aveiro: s.n., 2002.

POZO, Juan Ignacio. A sociedade da aprendizagem e o desafio de converter informa-ção em conhecimento. Revista Pátio, [s/n], Educação ao Longo da Vida, ano 8, ago./out. 2004, p. 1-3.

PRIMO, Alex. Hipertexto cooperativo: uma análise da escrita coletiva a partir dos blogs e da Wikipédia. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA COMUNICAÇÃO, 7., 2003. Anais... Porto Alegre, 2003. Disponível em: <http://pesquisando.atraves-da.net/hipertexto_cooperativo.pdf>. Acesso: 01 jul. 2017.

______. Mapeamento 2: do ensino de jornalismo digital no Brasil em 2010. São Paulo: Itaú Cultural, 2010.

QUEIROGA, Antônio. As tecnologias da notícia. Lumina, Juiz de Fora: Ed. UFJF, v.5, n.2, p.223-233, jul./dez. 2002.

REDE ICOD. Comunicação Digital: competências profissionais e desafios acadêmi-cos. [s/n]: Rede Iberoamericana de Comunicação Digital, 2006. Disponível em: <https://repositori.upf.edu/bitstream/handle/10230/27214/ICOD_com_2006es_por.pdf?sequence=1&isAllowed=y >. Acesso em: 02 jan. 2018.

RODRIGUES, Anna Maria Moog. Por uma filosofia da tecnologia. In: GRINSPUN, Mirian; ZIPPIN, P. S. (Org.). Educação tecnológica: desafios e perspectivas. São Paulo: Cor-tez, 2015, p. 75-129.

ROJO, Roxane. (Org.). Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2016.

SALAVERRIA, Ramón; NEGREDO, Samuel. Periodismo Integrado, convergência de médios y reorganización de redacciones. Barcelona: Editorial Sol 90, 2008.

SAMPAIO, Marisa Narciso; LEITE, Lígia Silva. Alfabetização tecnológica do profes-sor. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

SCHOLZE, Lia; RÖSING, Tânia. A escrita e a leitura: fulgurações que iluminam. In:_______. (Org.). Teorias e práticas de letramento. Brasília, DF: INEP/UPF, 2007, p. 9-15.

SILVA, Rafael Pereira. A Influência Tecnológica sobre a prática jornalística. In: 9º EN-CONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA DA MÍDIA, 9., 2013. Anais...Porto Alegre, RS, 2013. p. 1-15.

SILVA, Nadiana Lima; MACIEL, Dayse dos Santos; ALCOFORADO, Aline Gue-des. Hipertexto em sala de aula: um caminho para a interdisciplinaridade?. São Paulo: UNESP, 2002b. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2017.

SOUZA, Marcelo Freire Pereira. Narrativa hipertextual multimídia: um modelo de análise. Santa Maria: FACOS, 2010.

SPIRO, Rand; JEHNG, J. Cognitive flexibility, random access instruction, and hypertext: Theory and technology for the nonlinear and multi-dimensional traversal of complex subject matter. In NIX, D.; SPIRO, R. (Ed.). The “Handy” Project: New Directions in Multimedia Instruction, Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum, 2000.

UNESCO. Model Curricula for Journalism Education. Paris: UNESCO, 2010.

VALENTE, José Armando. Logo: conceitos, aplicações e projetos. São Paulo: Ed. McGraw-Hill, 2014. 2014.

Publicado
2018-12-27
Seção
Artigos